Aécio Neves decide não concorrer ao Senado

“Estou abrindo mão da disputa para o Senado para que o PDT, através do vereador Bruno Miranda, possa ocupar essa vaga, construindo uma candidatura clara, corajosa e preparada para o governo de Minas”, diz ex-governador 

Cumprindo o prazo marcado, o deputado federal Aécio Neves anunciou nessa quinta, (04) a decisão de disputar um novo mandato na Câmara.

Aécio gravou um vídeo, acompanhado pelo presidente do PSDB-MG, deputado Paulo Abi-Ackel, em seu gabinete em Brasília, destacando a importância da formação no Estado da chapa com o PDT em torno da candidatura de Marcus Pestana a governador de Minas.

“Depois de uma reflexão profunda, avaliamos que o mais importante neste momento é a candidatura de Marcus Pestana ao Governo de Minas Gerais. Isso passa pelo fortalecimento da nossa aliança com o PDT. A disputa ao Senado na nossa chapa será com Bruno Miranda, um grande quadro do PDT. Continuarei como candidato a deputado federal, retomando os trabalhos na Câmara”, anunciou Aécio Neves.

Líder nas pesquisas eleitorais na disputa pelo Senado, Aécio Neves recebeu apelos de prefeitos e lideranças de todas as regiões do Estado por um novo mandato como senador. No pronunciamento de hoje, ele agradeceu a todos os apoiadores e ao presidente do PSDB.

“Estou abrindo mão da disputa para o Senado para que o PDT, através do vereador Bruno Miranda, possa ocupar essa vaga, construindo uma candidatura clara, corajosa e preparada para o governo. Para que Minas volte a ser a Minas Gerais dos nossos tempos. Quero agradecer cada apoio recebido e ao presidente do meu partido, deputado Paulo Abi-Ackel, pelo apoio em todos os momentos dessa caminhada. Muito obrigado. Eu acredito que vamos muito longe”, afirmou.

Aliança com o PDT

A importância da candidatura própria do PSDB ao Palácio da Liberdade e da composição da chapa com o PDT foi destacada também pelo presidente do diretório estadual dos tucanos.

“Impressionou a todos nós a enorme chamada que os mineiros têm feito a Aécio, inclusive para que ele volte candidato ao governo de Minas em 2026. Mas agora compreendemos, e todo partido entende isso, que a decisão dele é no sentido de fortalecer a candidatura de Marcus Pestana, que é o melhor nome para o governo do Estado. O PSDB já decidiu pela candidatura própria e a aliança com o PDT, com o nome de Bruno Miranda, nos fortalece nessa disputa”, declarou Abi-Ackel.

As informações são da V9 Vitoriosa, associada AMIRT

Foto: Reprodução  

%d blogueiros gostam disto: