Tombense é o time mineiro que mais vendeu jogadores para o exterior na década

Time do interior mineiro surpreendeu ao aparecer entre os que mais realizaram vendas internacionais
O Tombense é o time mineiro que mais realizou vendas internacionais na última década (entre 2011 e 2020) e o 11º da América do Sul. O estudo foi divulgado pela Fifa, na última segunda-feira (30), e mostra a equipe da Zona da Mata à frente de clubes tradicionais brasileiros e argentinos. O levantamento considera a criação do TMS, sistema de transferência de atletas.
O clube de Tombos, que fica a cerca de 370km de Belo Horizonte e possui cerca de 8 mil habitantes, negociou 87 atletas para o exterior. A equipe é ligada a empresários. Eduardo Uram e Lane Mendonça Gaviolle, da empresa Brazil Soccer, são os responsáveis pelo time do interior mineiro.
Na lista, o líder em transações é o Fluminense, com 183 vendas. Há outros 12 brasileiros na relação, além de seis argentinos, seis uruguaios, três colombianos, dois chilenos e um paraguaio – Olimpia e Santos dividem a 30ª colocação. O Cruzeiro figura em 13º na lista, com 78 negociações de jogadores. Atlético e América não aparecem entre os 30 primeiros.
O Tombense foi fundado em 1914, mas só se tornou profissional em 1999. A equipe foi vice-campeã do Campeonato Mineiro de 2020. Neste ano, o time foi eliminado na semifinal do Estadual e lidera a Série C do Campeonato Brasileiro com 22 pontos em 14 jogos.
Foto: Victor Souza/Tombense
ALMG

Anexos para downloads: