Estudo aponta que pouca massa muscular e muita gordura podem ter relação com desempenho cognitivo de idosos

A combinação de pouca massa muscular e força com muita gordura podem ser um importante indicio de desempenho cognitivo dos idosos. A informação é de um novo estudo publicado na revista Intervenções Clínicas do Envelhecimento.

Ainda que a perda de tecido muscular e a obesidade façam parte do processo natural de envelhecimento, abalando à saúde geral e a função cognitiva, a correlação dos fatores reflete uma ameaça maior, superando os efeitos individuais.

A pesquisa utilizou dados de 353 participantes com média de 69 anos de idade. Os materiais incluíam uma visita clínica, testes cognitivos, testes funcionais e medidas de composição corporal.

Segundo o estudo, o quadro de muita gordura e pouca massa muscular, foi relacionado com menor desempenho na cognição global, sucessivo a perda de tecido muscular isolada e a obesidade.

A partir dos resultados obtidos, foram constatados que a obesidade e a falta de músculos possuem relação com o baixo desempenho cognitivo, o que compromete a memória de trabalho, flexibilidade mental, além de autocontrole e orientação.

O autor principal do estudo, James Galvin, ressalta que “a perda de tecido muscular tem sido associada ao comprometimento cognitivo global e o distúrbio em habilidades cognitivas específicas, incluindo memória, velocidade e funções executivas”.

G.J

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: