Funeral duplo é realizado por empresa nos EUA, mulher do falecido é quem descobre

A mulher de Ivan Street pede indenização para empresa que realizou o funeral de seu marido para ela e suposta segunda mulher do mesmo

Demetra Street realizou uma cerimônia para se despedir do marido, Ivan, em Baltimore (EUA). Ela convidou dezenas de pessoas e chegou a cantar a música “His Eye Is on the Sparrow”, para homenagear o falecido. Porém, a americana descobriu que a urna estava vazia.

A viúva havia pedido para ver as cinzas do marido, mas um funcionário da casa funerária a impediu. Assim ela começou a desconfiar da empresa e descobriu que Ivan não havia sido cremado, mas sim enterrado por outra mulher. Essa pessoa também se dizia viúva dele e havia realizado o enterro três dias antes, com a mesma organização.

Ivan Street / Foto: Arquivo pessoal.

A casa funerária está sendo processada por Demetra. No processo, ela alega que a Wylie Funeral Homes realizou dois funerais para Ivan Street, sendo um para ela e outro para a segunda mulher do falecido. A empresa recebeu pelos dois serviços e pode arcar com indenização de US$ 8,5 milhões (R$ 46 milhões).

O caso de Demetra ocorreu em janeiro, mas só avançou na Justiça americana recentemente. De acordo com seu advogado, Alex Coffin, durante entrevista ao Washington Post, esta é uma situação realmente triste. “Já é difícil perder um ente querido…”, ele acrescentou.

Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação.

 

funeral

%d blogueiros gostam disto: