Artilharia do Cruzeiro é reflexo de problemas ofensivos na temporada

Ataque do Cruzeiro apresenta ineficiência em 2021

O Cruzeiro vem se apresentando como uma equipe irregular com um ataque oscilante. No ano, são 49 partidas realizadas e 50 gols marcados. Uma das principais dificuldades é encontrar um jogador para balançar as redes quando as chances são criadas.

Essa situação faz com que o artilheiro do ano cruzeirense seja o volante Matheus Barbosa, que deixou o clube há dois meses. Agora volante do Atlético-GO, Barbosa anotou sete gols no período que defendeu o clube celeste. Quem está mais perto de alcançar essa marca é Marcelo Moreno. O atacante boliviano tem seis tentos marcados.

Contra o Guarani, na próxima quarta-feira (28), ele pode igualar ou até ultrapassar o ex-companheiro. O último gol marcado pelo camisa 9 celeste foi contra o Confiança. Neste ano, o atacante foi às redes duas vezes no empate contra o Botafogo, por 3 a 3.

A realidade é que a Raposa necessita de gols, não importando muito quem marque. Após a derrota para o CSA, em casa, a briga pelo acesso ficou, praticamente, na possibilidade matemática. Vanderlei Luxemburgo disse que, mesmo em meio ao péssimo momento, é importante ter motivação.

Marcelo Moreno é esperado para retornar ao time titular diante do Bugre após cumprir suspensão contra o clube alagoano. Na quarta, o duelo acontece às 19h (de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

minha história

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: