Viola mineira é reconhecida como patrimônio cultural do estado

Aprovado pelo Conep nessa quinta-feira, o Registro dos Saberes, Linguagens e Expressões Musicais da Viola em Minas Gerais é o quinto bem registrado pelo Iepha-MG

A Viola Mineira agora é Patrimônio Cultural do estado. O Conselho Estadual do Patrimônio Cultural (CONEP) aprovou na última quinta-feira (14) o Registro dos Saberes, Linguagens e Expressões Musicais da Viola em Minas Gerais. O reconhecimento reforça a importância do instrumento e mostra a importância da preservação e a compreensão do universo das violas mineiras.

Fazem parte do conjunto dos bens culturais reconhecidos como patrimônios de natureza imaterial em Minas: O modo de fazer o Queijo Artesanal da Região do Cerro, reconhecido em dois mil e dois, a Comunidade dos Arturos em Contagem, na grande BH em dois mil e treze, as Folias de Minas e a Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte.

Para a presidente do Iepha-MG, Michele Arroyo, os toques da viola ajudam a conhecer e reconhecer as diferentes Minas Gerais, com suas variadas regiões, crenças e valores, ao passo que sintetiza a essência cultural do estado ao se fazer presente em contextos os mais diversos.

Com o reconhecimento da importância da viola como patrimônio de Minas Gerais, inicia-se uma nova etapa no trabalho do Iepha, que se volta, agora, para a construção de políticas públicas de salvaguarda e valorização do saberes e expressões culturais diretamente relacionadas à tradição deste instrumento tão ligado às tradições mineiras”, enfatiza Michele Arroyo.

O IEPHA conta com uma plataforma de cadastros dos violeiros de Minas para a identificação dos aspectos e as formas de tocar e fazer a viola. O formulário de cadastro está disponível no site www.iepha.mg.gov.br.

A.W

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: