Vereador pastor Amaury (PSD) é preso em Ituiutaba por pegar parte do salário dos assessores

O vereador pastor Amaury (PSD), de Ituiutaba, no Triangulo Mineiro, foi preso pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na madrugada desta quinta-feira (25). O parlamentar exigia e pegava parte dos salários de seus assessores.

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o vereador deu entrada no Presídio Professor Jacy de Assis em Uberlândia, nesta madrugada.

Daniel Moratto, promotor responsável pelas investigações do Gaeco, afirmou que o vereador pode responder por crime de concussão, que é o crime de estelionato cometido por servidores públicos.

O Gaeco informou que não sabe exatamente quanto o parlamentar se empossava todos os meses, mas especula-se que ele adquiria R$ 4.500,00 todos os meses, ao exigir o salário de seus assessores.

Desde que assumiu o cargo, levando em consideração a aquisição de parte dos salários dos assessores em todos os meses, o vereador deve ter se empossado de pelo menos R$ 135 mil.

O advogado do parlamentar informou que a defesa vai esperar para estar por dento de todos os fatos e só depois fará um posicionamento.

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: