TRE leva urna eletrônica e informações sobre as eleições à região oeste de BH

Moradores do bairro Cabana puderam tirar dúvidas sobre o processo eleitoral e emitir a segunda via do título de eleitor

Nessa sexta-feira (19), moradores da comunidade Cabana do Pai Tomás, na região oeste de Belo Horizonte, tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre o processo eleitoral brasileiro e a urna eletrônica.

O TRE-MG ofereceu à população a emissão da segunda via do título de eleitor, atendimento da Ouvidoria, treinamento na urna eletrônica e uma palestra com o tema “Processo eleitoral como garantia de direitos”. O juiz Carlos Donizetti Ferreira, diretor do Foro Eleitoral de Belo Horizonte, falou um pouco sobre a evolução das eleições no Brasil e a importância da participação de todos no processo eleitoral, explicando que é por meio dos representantes eleitos para cada cargo que a população pode apresentar suas necessidades e reivindicações. “A comunidade precisa manifestar sua voz por meio do voto”, disse.

O diretor do Foro também falou sobre enfrentamento à desinformação, ressaltando a importância de as pessoas não repassarem conteúdos sem ter certeza se são verdadeiros. E destacou a orientação de todos buscarem informações sobre as eleições nos canais oficiais da Justiça Eleitoral, como sites e perfis de rede social do TRE e do TSE.

Ele e o titular da Secretaria de Tecnologia da Informação, Glaysson Rocha, falaram sobre as características do novo modelo de urna eletrônica, que será usado em todas as seções eleitorais da capital mineira, e sobre a segurança do processo eletrônico de votação. Ao final, responderam dúvidas das pessoas que acompanharam a palestra.

Ao avaliar a ação realizada no bairro Cabana, o juiz Carlos Donizetti destacou que “É importante que o TRE vá até as comunidades e mostre como o processo eleitoral acontece e toda a segurança que ele tem. Não só para defender a urna, mas para fortalecer cada dia mais a democracia do nosso país”.

Tânia Maria da Costa, moradora da comunidade, acompanhou a palestra e tirou a segunda via do título de eleitor. Ela fez questão de dizer que “Democracia também é você saber o que está fazendo. Buscar informações e exercer a cidadania”.

O evento aconteceu das 9h às 16h. Foram 45 atendimentos para emissão da segunda via do título de eleitor e 21 atendimentos da Ouvidoria, com esclarecimentos diversos a respeito do título e serviços da Justiça Eleitoral.

Parceria com o Tribunal de Justiça

O atendimento na comunidade Cabana aconteceu dentro do ‘Programa Cidadania em Rede’, criado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais em 2021, por meio de acordo de cooperação técnica envolvendo outras instituições, como o Ministério Público de Minas Gerais, o Ministério Público do Trabalho e o Município de Belo Horizonte, além do apoio de outras entidades da sociedade civil.

O programa visa articular, mobilizar e fortalecer a rede de apoio de Belo Horizonte para a realização de diversas ações de promoção da cidadania, voltadas para a população mais vulnerável do município.

As informações são do TRE-MG.

Foto: Gleisson Correia/Portal Amirt

Pesquisar