Travesti envolvido em tentativa de assalto é morto em Manhuaçu

Na noite desta quarta-feira, 22/04, equipes policiais foram acionadas a comparecer na Avenida Castelo Branco, Santana, onde havia uma vítima de disparo de arma de fogo.

A equipe do GEPMOR chegou rapidamente ao local e conseguiu conter dois indivíduos que se encontravam em luta corporal. Logo um deles foi identificado como um Policial Militar e outro um indivíduo de 31 anos.

Foram recolhidos no local 01 revólver calibre .38, com 04 cartuchos intactos e 02 deflagrados e 01 revólver cal.22 partido em três partes.

Há aproximadamente 20 metros do local em que os dois foram encontrados, a vítima de disparo de arma de fogo, Carlos Eduardo Fernandes Anselmo, nome social Maria Eduarda, de 33 anos, encontrava-se caída ao solo. E após a chegada dos bombeiros foi constatado óbito. Ao lado da vítima havia uma faca, que foi apreendida.

Em contato com o cabo da PM, ele relatou que se encontrava de folga e em trajes civis e transitava em sua motocicleta pelo local, quando foi abordado por Maria Eduarda e ao parar o veículo, ela puxou a chave da ignição, tendo ele conseguido tomar a chave de volta, momento em que ela sacou uma faca e o outro autor veio correndo em direção ao policial com uma arma de fogo nas mãos.

Diante da situação o militar sacou sua arma de fogo, se identificou como policial, tendo Maria Eduarda investido contra ele com golpes de faca, momento que para se defender efetuou dois disparos de arma de fogo contra ela, que caiu ao solo.

O autor de posse de um revólver acionou o gatilho, porém a arma não disparou, vindo a atracar com o policial agredindo-o com coronhadas na cabeça, enquanto tentava pegar a arma que o policial portava.

Questionado sobre sua versão dos fatos o autor de 31 anos relatou que ouviu disparo de arma de fogo e se deparou com a vítima caído ao solo, e com dois indivíduos em luta corporal, e que se aproximou e interviu na situação, e viu o momento que um dos indivíduos saiu correndo. Este autor entrou em contradição diversas vezes alegando a existência desse indivíduo que teria fugido, e quando foram verificadas imagens de câmeras de monitoramento de comércio próximo ao local, tal versão foi desmentida.

Diante dos fatos, os autores de homicídio e roubo tentado foram presos e conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com as armas apreendidas no local dos fatos.

Informações PM/foto Portal Caparaó

Postado originalmente por: Manhuaçu News

%d blogueiros gostam disto: