Suspeitos de furtar usina são torturados por dono de empresa em Araxá

Dois suspeitos de furtar uma usina em uma empresa de acabamento de superfície de concreto foram torturados com choque de rede elétrica pelo dono e funcionários da empresa na noite de segunda-feira (27), em Araxá. O homem de 31 anos, identificado como Dione Rodrigues de Jesus não resistiu aos ferimentos e morreu.

A Polícia Militar foi solicitada a comparecer na Unidade de Pronto Atendimento de Araxá (UPA), onde segundo informações, teriam dado entrada dois homens 31 e 37 anos com lesões e queimaduras. O homem de 31 anos já estava morto.

De acordo com relatos do homem de 37 anos que estava consciente, os dois foram abordados por três homens em um veículo e levados para um galpão, onde teriam sido torturados com choque da rede elétrica e questionados sobre um carregador de bateria (usina), que teria sido furtado por eles.

Dois funcionários de 31 e 27 anos deslocaram-se com os suspeitos para a UPA, onde após o relato da vítima, foram identificados e presos. O proprietário da empresa ainda não foi localizado.

Os funcionários relataram a Polícia Militar que teriam sido chamados por seu patrão para dar um susto nos homens, pois desconfiava que os mesmo teriam furtado a usina. A Polícia Civil segue com as investigações.

As informações são do Portal Imbiara, associado AMIRT.

%d blogueiros gostam disto: