Secretário de Saúde confirma transmissão comunitária da variante Delta em Minas

O secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Bacheretti, concedeu, nesta terça-feira (17), coletiva para tratar o cenário da Covid-19 no Estado. Na ocasião, o médico apontou os últimos dados do novo coronavírus e confirmou a transmissão comunitária da variante Delta em Minas.

Segundo Bacheretti, os casos da doença tem abaixado conforme andamento da vacinação, mas a nova variante já está presente na região.

“Nós temos uma preocupação: a Delta. A região metropolitana do Rio de Janeiro tem o maior número de casos da Delta no Brasil, mas existem algumas regiões limítrofes com Minas que vem confirmando a variante”, ponderou.

De acordo com os últimos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), 12 casos da Delta já foram confirmados em Minas. Além disso, outros oito pacientes suspeitos estão sendo acompanhados.

Dos casos confirmados no Estado, três são em Belo Horizonte, dois em Divino, dois em Unaí, um em Carangola, um em Itabirito, um em Juiz de Fora, um em Montes Claros e um em Virginópolis.

A última confirmação da variante Delta foi em uma funcionária do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, no Barreiro, em Belo Horizonte. A paciente testou positivo para a Covid-19 no dia 26 de julho e apresentou sintomas leves.

Variante Delta

Estudos apontam que a variante Delta, que tem provocado o aumento dos casos de Covid-19 pelo mundo, é mais transmissível, mas não significa que o quadro da doença será mais grave. No Brasil, são 20% dos estudos confirmados com a variante.

“Em Minas, a Delta representa apenas 0,4% da genômica. Estamos fazendo 200 estudos por semana e apenas 0,4 deles apresentaram a variante”, explicou Bacheretti.

Ainda segundo o secretário, a variante já está em circulação comunitária, ou seja, parte desses casos confirmados não tinham nenhum histórico de viagem. Isso confirma que a nova cepa já circula no Estado, porém de forma mais lenta.

 

Imagem: Divulgação/SES-MG

caixa