Revista Veja: apesar do apoio de Aécio, Eduardo Leite fica bem atrás de Doria em Minas

Paulista tem quase quatro vezes o percentual de intenções de voto do gaúcho e chega a ficar empatado tecnicamente com Ciro Gomes, segundo o Paraná Pesquisas

Um levantamento eleitoral feito entre os dias 3 e 5 de novembro em Minas Gerais pelo instituto Paraná Pesquisas traz uma boa notícia ao governador de São Paulo, João Doria, na sua dura disputa com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para ver quem será o candidato do PSDB à Presidência da República em 2022.

Doria aparece com quase quatro vezes o percentual de intenções de voto obtido pelo rival – tem 6,8% contra 1,9% do gaúcho nos cenários em que são colocados também os nomes do presidente Jair Bolsonaro, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ex-governador Ciro Gomes (PDT), do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM) e do senador Alessandro Viera (Cidadania-SE).

Com 6,8%, Doria chega ainda a quase empatar numericamente com Ciro, que tem 7,1% — a margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, portanto eles estão empatados tecnicamente. Nos dois cenários, Bolsonaro e Lula também estão empatados tecnicamente na ponta, em ambas com o presidente numericamente à frente (33,9% a 31,9% no cenário com Doria; e 34,5% a 33% na simulação com Leite).

O bom desempenho de Doria foi bastante comemorado por seu entorno principalmente pelo fato de o diretório estadual ter decidido pelo apoio a Leite. O deputado federal Aécio Neves, ainda o principal nome do PSDB no estado, é desafeto público de Doria e tem feito campanha abertamente contra o paulista e a favor de Leite nos bastidores.

Continue lendo no site da Revista Veja

%d blogueiros gostam disto: