Reunião do Conselho Técnico decide novo formato para o Módulo II do Campeonato Mineiro

O Mamoré herdou uma vaga na competição com a desistência do América-TO

Na tarde da última terça-feira (5), ocorreu na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), a reunião de Conselho Técnico do Campeonato Mineiro Módulo II. Na reunião ficou decidido o novo formato do torneio. A primeira fase continuará no formato antigo, onde todos se enfrentam em turno único. Já a segunda fase contará com um quadrangular final com turno e returno, entre os quatro melhores colocados da primeira fase.

O diretor de competições da FMF, Leonardo Barbosa, comentou sobre as mudanças que foram adotadas para o campeonato. “A gente teve a manutenção da forma de disputa em relação a turno único, mas esse ano ao invés da gente ter semifinal e final, nós vamos ter um quadrangular. As quatro equipes classificadas vão se enfrentar em turno e returno. O que aumenta mais datas, dá mais calendário para as equipes e eu acho que trás mais justiça, porque a equipes as vezes vai mal em uma partida, só tem o jogo de volta pra recuperar. No quadrangular ela tem três jogos em casa e três jogos fora, então no final as duas melhores colocadas no quadrangular sobem para o Módulo I”.

Ele ainda explicou a saída do América de Teófilo Otoni e a entrada do Mamoré no torneio. “Então, como ele abriu mão da vaga antes do Conselho Técnico, a única sanção é o rebaixamento, então ele está automaticamente rebaixado pra segunda divisão, mas ele não recebe qualquer outro tipo de punição. Então abrindo a vaga do América de Teófilo Otoni, a gente automaticamente colocou o Mamoré, que é a equipe que ficou em terceiro lugar na segunda divisão”.

O presidente do Guarani, Vinicius Moraes, apontou possíveis dificuldades enfrentadas pelos clubes com as alterações que ocorreram no formato da competição. “A gente tem que entender que muitos clubes também gastos com departamento de futebol que envolve salário, folha de salário, folha de manutenção do departamento de futebol e foi incluso quase um mês a mais de competição”.

O diretor da FMF, também se posicionou em relação a criação de novos torneios como a Taça Inconfidência e a Recopa Mineira. “A nossa ideia ao criar o Troféu inconfidência e a Recopa, primeiro é dar mais calendário, é dar a possibilidade de times do interior disputarem títulos e troféus. E mais do que isso criar dois novos produtos e mostrar pro mercado que são produtos valiosos”.

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: