Raríssima lagosta azul é encontrada por pescador na Inglaterra; veja

Lagosta azul tem a coloração por uma anomalia genética que causa uma produção exagerada da proteína crustácea

Um pescador, de 25 anos, encontrou a raríssima lagosta azul, em Penzance, na Inglaterra. Mesmo sendo vista uma vez a cada 2 milhões de aparições, Tom Labourn decidiu devolver o animal ao seu habitat natural.

A devolução ao mar foi feita devido ao animal não ter o tamanho necessário e exigido pelas autoridades britânicas.

Mas, antes de libertar a lagosta azul, o pescador fez vários registros do incrível crustáceo.

Foto: reprodução/Daily Mirror

Conforme lendas e crenças, encontrar com uma lagosta azul é sinal de sorte e boas marés.

“Esta é a apenas a minha segunda temporada de pesca então acho que sou bem sortudo. Eu medi e ela era pequena, então eu nunca ficaria com ela. Se fosse maior, teria levado para o santuário nacional de lagostas”, relatou o pescador ao ‘The Mirror’.

Vale ressaltar que a lagosta azul possui esta coloração devido a uma anomalia genética que causa uma produção exagerada da proteína crustácea.

Que Tom seja abençoado com a sorte!

Foto: Reprodução/Daily Mirror

atlético