Presidente Temer confirma que intervenção geral no Rio chegou a ser “cogitada”

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente Michel Temer confirmou que foi cogitada inicialmente uma intervenção geral no Rio de Janeiro, mas ele avaliou ser uma medida “muito radical”.
RADICAL
“A intervenção muitas vezes pode ser geral, ela pode intervir no estado e até afastar o governador. Eu não fiz isso. Cogitou-se num primeiro momento, mas logo afastei a ideia porque seria uma coisa muito radical e eu logo refutei”, disse Temer.
PEDIU
O presidente disse também que, após mandar 2 emissários – os ministros Raul Jungmann da Defesa e Moreira Franco, da Secretaria de Governo – ao Rio, o próprio governador Pezão voltou com eles às 21h e pediu ao presidente que fizesse a intervenção no estado.
FICHAR
Ontem, durante operação, militares do Exército exigiram RG e tiraram fotos individuais para “fichar” moradores de favelas do Rio. Criticado pela OAB-RJ, Defensoria e ativistas de direitos humanos, o procedimento foi adotado em diferentes pontos das comunidades, de onde as pessoas só podiam sair depois de cadastramento das Forças Armadas.

Postado originalmente por: 93 FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar