Mortes violentas, em Patos de Minas, aumentaram 11,3% em 2018; demais índices de criminalidade diminuíram

Em entrevista para a equipe da Rádio Clube 98, o prefeito de Patos de Minas, José Eustáquio Rodrigues Alves, falou sobre a situação financeira do município. Segundo o chefe do Poder Executivo Municipal, gastos desnecessários são cortados. “A gente tem lutado com muita dificuldade, fazendo contenção de despesas, como por exemplo, a suspensão de pagamento de subvenções. Estamos pagando apenas para entidades como “Casa das Meninas”, “Vila Padre Alaor”, “Amparo Maternal” e outras que recebem praticamente os recursos para alimentação”, disse José Eustáquio. Ainda de acordo com o prefeito, os servidores são recomendados a não fazer horas extras, para reduzir também o tamanho da folha. Além disso, despesas com água e luz também são reduzidas.

Os atrasos no repasse do Governo Estadão são, segundo José Estáquio, a raiz do problema. “Olha, realmente os municípios estão sofrendo um problema muito grande com a falta de repasse das verbas e até mesmo de ICMS e IPVA e as vergas da saúde e educação também. Patos de Minas não é diferente. Nós temos hoje mais de 37 milhões para receber, em todas as áreas”, disse o prefeito.

Texto: Flavio Sousa.

Foto: ASCOM Prefeitura Municipal. 

Confira a entrevista completa no áudio abaixo:

Postado originalmente por: Clube Notícia – Patos de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: