Morte por síndrome respiratória aumenta 360% em Minas; confira doenças que mais matam em Uberaba

 

As mortes causadas por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) tiveram um aumento de 360,8% em Minas Gerais desde 8 de março. Os dados sobre o aumento são da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil).

De acordo com a Arpen Brasil, no mesmo período do ano passado, ocorreram 23 mortes por SRAG. Neste ano, nesse intervalo de tempo, os óbitos são 106.

Na contramão do Estado, em Uberaba, nenhuma morte por SRAG havia sido computada em 2019 entre os dias 16 de março e 28 de abril, enquanto neste ano somente uma aparece no registro.

Para Uberaba, outros números chamam atenção. Em 2019, os óbitos por pneumonia foram 53 o mesmo número se repete para este ano.

Casos de insuficiência respiratória, foram 18 neste período em 2019 contra 15 computadas neste ano.

Os casos de septicemia, ao contrário de muitos lugares, caíram quase que pela metade em Uberaba. Os registros apontam 44 no passado e 26 em 2020.

Pessoas que tiveram mortes por causas indeterminadas foram 10 no ano anterior e somente 3 neste ano.

As mortes por coronavírus aparecem somente em 2020 e são 3 em Uberaba, até o momento.

Todos os outros tipos de óbitos que não estão listados acima somam 110 em 2019 e 96 em 2020.

 

 

Postado originalmente por: JM Online – Uberaba

%d blogueiros gostam disto: