Minas Gerais registra oito ocorrências de abuso sexual contra crianças a cada 24 horas

Os dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) apontou que a cada 24 horas pelo menos oito ocorrências de abuso sexual contra crianças e adolescentes de até 14 anos e pessoas mentalmente ou fisicamente incapazes de oferecer resistência são registrados em Minas Gerais, ou seja, de janeiro a agosto, 1.949 casos aconteceram no Estado.

Os números chamam atenção, já que superam os casos de estupro contra adultos com 807 ocorrências.

A capitão Layla Brunela, chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, afirmou que o estupro é um crime de características específicas, em que o silêncio da vítima, seja por ameaça ou vergonha, impede a polícia de agir.

Layla ainda disse que é preciso conversar, mas não de forma pejorativa ou que cause medo, à medida que eles fizerem perguntas relacionadas a esse assunto.

A psicóloga e psicopedagoga, Sylvia Flores, ressalta que a partir dos dois anos, já é possível orientar, por exemplo, sobre a inadequação de ter os órgãos genitais tocados por outras pessoas.

Além de orientar as crianças a não sentarem no colo de adultos, a psicóloga relembra que os estupros de vulneráveis, muitas vezes, são cometidos por pessoas próximas.

O especialista em segurança pública e ex-delegado Islande Batista alertou que casos de abuso sexual em escolas são comuns, já que nesses ambientes o autor consegue a confiança da vítima, pela relação estabelecida entre o funcionário e o aluno.

(com supervisão de Patrícia Marques)

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: