Mais de 350 cubanos são incorporados ao Mais Médicos para o Brasil

Nomes foram divulgados hoje em portaria do Diário Oficial da União

Mais de 350 médicos cubanos foram reincorporados ao programa Mais Médicos para o Brasil. Os nomes estão na 4ª chamada do edital publicado em março deste ano. Ao todo, já são mais de 2 mil profissionais chamados para atuar novamente no programa.

Os nomes da 4ª chamada foram divulgados nessa sexta-feira (11), em portaria do Diário Oficial da União. E indica que os profissionais devem atuar em quase todos os estados, com exceção de Acre, Amapá e Distrito Federal.

É permitido o retorno dos médicos que já atuaram no programa pelo prazo de dois anos. Podem ser reincorporados os profissionais que estavam no Mais Médicos em 13 de novembro de 2018, data da rescisão do acordo de cooperação com o governo cubano. E também terem permanecido no Brasil até 1º de agosto de 2019, data da publicação da medida provisória do Médicos pelo Brasil, na condição de naturalizado, residente ou com pedido de refúgio.

Os participantes bolsistas do programa atuam essencialmente na Atenção Primária, a porta de entrada para o SUS, o Sistema Único de Saúde.

O projeto quer aperfeiçoar os médicos dessa área da saúde em regiões prioritárias para o SUS por meio de cursos de especialização por instituição pública de educação superior e atividades de ensino, pesquisa e extensão.

*As informações são da Radioagência Nacional.

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: