Mais de 25 mil pessoas foram enterradas vivas em simulação na Coreia do Sul

Sul-coreanos oferecem serviço gratuito de simulação de enterro. Mais de 25 mil pessoas já foram “enterradas vivas” no Centro de Cura de Hyowon, na Coreia do Sul. O local foi aberto em 2012 com o objetivo de proporcionar aos visitantes uma vida mais satisfatória e agradável.

Cho Jae-hee, de 75 anos, explicou que participou do simulado recentemente. “Uma vez que você se torna consciente da morte e a experimenta, você adota uma nova abordagem da vida”, disse à agência Reuters.

Além de idosos, adolescentes também participam dos seus próprios enterros com o intuito de valorizar mais a vida.

No procedimento, sul-coreanos ficam dentro de um caixão fechado por 10 minutos. Os interessados ainda podem tirar fotos no caixão e acompanhar a leitura do seu testamento.