Juiz de Fora volta a registrar óbitos por Covid-19 nesta semana

Mais seis moradores do município foram a óbito devido à Covid-19, de acordo com boletim epidemiológico atualizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), nesta segunda-feira (2). Com os novos dados, subiu para 1.872 o total de vidas perdidas na cidade para a doença. Na última sexta-feira, a Vigilância Epidemiológica da Prefeitura informou que não havia registrado, até então, nas últimas 24 horas, nenhum óbito relacionado à doença.

Além disso, o informe também apontou mais 163 casos de coronavírus em relação à sexta-feira. Com isso, a cidade já tem registrados, desde o começo da pandemia, 41.662 confirmações de casos de coronavírus.

Quanto às notificações de síndrome gripal, consideradas suspeitas para a doença, foram 171 novos registros no mesmo período. No total, Juiz de Fora já contabilizou 97.453 casos suspeitos.

Todos os dados do boletim epidemiológico são referentes a moradores de Juiz de Fora. O balanço é disponibilizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no site covid19.pjf.mg.gov.br, criado para divulgar informações sobre o coronavírus.

Vacinação

Além dos dados epidemiológicos, o boletim também destacou que foram aplicadas 1.326 vacinas contra a Covid-19 nesta segunda, sendo 30 primeiras doses e 1.296 segundas doses. Ao todo, Juiz de Fora já aplicou 490.507 vacinas na população

176 pessoas estão internadas com Covid-19 em JF

O boletim de leitos apontou, até às 18h49 desta segunda, 176 internações simultâneas decorrentes do coronavírus, oito hospitalizações a menos do que as registradas neste domingo. Dos internados, 104 pacientes ocupavam leitos de enfermaria e 72 estavam em leitos de cuidados intensivos.

Conforme a PJF, o percentual de leitos UTI ocupados na cidade, somando equipamentos públicos e particulares, era de 66,93%. Em relação somente aos leitos UTI do SUS Covid, 36,49% dos equipamentos recebiam pacientes na noite desta segunda. Nas UTIs da rede privada, os dados apontam 85,19% da capacidade.

Já nas enfermarias, a ocupação do SUS, somente destinadas a casos de Covid, era de 36,04%. O percentual das unidades da rede privada não é divulgado pela Secretaria de Saúde.

Óbitos atualizados no boletim desta segunda-feira:

As comorbidades, além da idade, conforme as autoridades, são fatores de risco para que a Covid-19 se agrave. Conforme já esclareceu a Secretaria de Saúde, no boletim epidemiológico são divulgadas todas as doenças prévias da vítima, não somente as comorbidades associadas ao agravamento da Covid-19.

-Feminino, 74 anos. Óbito em: 07/04/2021. Comorbidade: Imunodepressão
-Masculino, 89 anos. Óbito em: 19/06/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial sistêmica, infarto agudo do miocárdio
-Feminino, 37 anos. Óbito em: 29/07/2021. Sem comorbidades
-Masculino, 65 anos. Óbito em: 30/07/2021. Comorbidade: Doença hematológica crônica
-Feminino, 91 anos. Óbito em: 30/07/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial sistêmica
-Feminino, 76 anos. Óbito em: 02/08/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial sistêmica, doença renal crônica, doença de crohn.

Postado originalmente por: Tribuna de Minas – Juiz de Fora

%d blogueiros gostam disto: