Iniciada construção de 240 apartamentos populares no bairro Nova Esperança

Divulgação Secom PMI

Em quatro andares, o conjunto habitacional terá 15 blocos, com 16 apartamentos em cada um deles, com previsão de entrega em maio de 2019

Teve início a construção de 240 apartamentos no bairro Nova Esperança, em Ipatinga. O empreendimento, que será tocado pela Construtora WR, vencedora da licitação, usa recursos públicos federais e contrapartida do município. Os primeiros tijolos de um dos blocos a serem erguidos foram assentados simbolicamente por autoridades nesta terça-feira. As informações são da Prefeitura de Ipatinga.

Seguindo normas do programa Minha Casa, Minha Vida, as moradias destinam-se a famílias com renda mensal de até R$ 1.800 e que, atendendo a critérios específicos de vulnerabilidade, estão inscritas no CadÚnico. Algumas delas estavam há mais de dez anos em filas de espera.

Em quatro andares, o conjunto habitacional terá 15 blocos, com 16 apartamentos em cada um deles, com previsão de entrega em maio de 2019. Numa área de 39 metros quadrados, cada apartamento terá dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

As unidades habitacionais são o ponto de partida para um projeto de oferta de moradias para famílias de baixa renda na cidade, bancadas com recursos da ordem de R$ 80 milhões carreados para o município junto ao governo da União.

Na prefeitura, o déficit de moradias no município é estimado em 4.600 unidades. O governo tem projeto para construir mais 480 apartamentos na região do bairro Veneza, e atingir pelo menos 1.900 unidades até o fim de 2019, conforme nota enviada pelo governo municipal.

Com a obra no bairro Nova Esperança, devem ser gerados 250 empregos diretos. O diretor-presidente da WR Construtora, Wallace Barreto, informou que estão sendo contratados trabalhadores cadastrados no Sine e preferencialmente vizinhos da área de construção.

Barreto revelou que a empresa dará como “cortesia” o completo paisagismo da área – que tem uma vista para a cidade, um vale e serras ao redor –, além de construir um coreto no local. Ainda, entre 30 e 45 dias a WR dotará a região de internet por fibra ótica.

uma área de 39 metros quadrados, cada apartamento terá dois quartos, sala, cozinha e banheiro

Cartão Reforma

A administração municipal anuncia também que pretende liberar, até o mês de junho, 500 Cartões Reforma para habitações, e a expectativa é que o número seja elevado a 2.500 até o fim deste ano.

Com subsídio médio de R$ 5 mil, o programa permite que a mesma pessoa possa ser beneficiada mais de uma vez para reformar ou ampliar o seu imóvel, alcançando o teto de R$ 9 mil.

O recurso será empregado sem a necessidade de devolução do valor. Para obter o benefício é preciso ter renda familiar bruta compatível com as regras do programa, ou seja, famílias de baixa renda que recebam até R$ 1,8 mil mensais.

Essas famílias devem possuir um único imóvel, em todo o território nacional e, principalmente, residir no imóvel a ser beneficiado. É necessário ter documento que comprove a propriedade do imóvel e estar na área indicada pelo município para receber o benefício, regularizada ou em fase de regularização. O prazo máximo para execução das obras é de 12 meses.

O benefício do cartão é exclusivo para aquisição do material de construção. A mão de obra é de responsabilidade do beneficiário. Uma das regras é que a subvenção econômica do Cartão Reforma não pode ser acumulada com outros subsídios concedidos em programas habitacionais da União nos últimos


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

%d blogueiros gostam disto: