Indústria farmacêutica deverá investir R$ 737 milhões no Norte e Sul de Minas

Cinco empresas do ramo da indústria farmacêutica vão ser abertas em cidades do Sul e Norte de Minas. Ao todo, vão ser investidos R$ 737 milhões na construção das empresas. Pelo menos 2.800 empregos diretos serão gerados. A previsão é que as unidades fiquem prontas até 2021.

Minas Gerais é o estado onde o setor mais cresce no Brasil. A cidade de Montes Claros, na região Norte, terá dois empreendimentos, assim como Pouso Alegre, no Sul de Minas. Já Poços de Caldas, também no Sul do estado, terá uma unidade.

A Sanval, do grupo Hipolabor, vai abrir em Montes Claros uma unidade para fabricação de comprimidos, que varia entre antibióticos e antidepressivos. Vão ser investidos R$ 60 milhões na construção da fábrica e gerados 200 empregos diretos.  Além disso, uma unidade que já está instalada no parque industrial da cidade vai ser expandida, e promete criar 600 novas vagas de trabalho. O investimento total chega a R$ 150 milhões.

Ainda na mesma cidade, a Eurofarma vai fixar um parque industrial de 150 mil m². Deverão ser aplicados R$ 149 milhões na economia local e gerados 400 novos postos de trabalho.

No Sul de Minas, em Pouso Alegre, duas empresas da indústria farmacêutica vão ser abertas. A Biolab, que vai investir R$ 400 milhões e gerar 800 novas oportunidades de emprego, e a Cimed, que vai aplicar R$ 100 milhões e criar 500 novos postos de trabalho.

Em Poços de Caldas, na mesma região, a empresa Myralis vai investir R$ 28 milhões e gerar mil empregos.

O período para todas as fábricas concluírem os trabalhos é de até 3 anos, ou seja, até 2021 as unidades deverão ser finalizadas.

 

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: