Hospitais municipais e filantrópicos que atuam no enfrentamento à pandemia vão receber R$ 33 milhões de emendas parlamentares

O governo do Estado irá definir quais hospitais vão receber os repasses

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) divulgou, nessa quarta-feira (7), que hospitais municipais e filantrópicos vão receber R$ 33 milhões de emendas parlamentares. Apenas as unidades que atuam no combate à Covid-19, receberão os repasses.

Conforme a Assembleia Legislativa, apesar da pandemia, no último ano a receita do estado foi maior do que o previsto. Desta forma, foi possível aplicar em emendas parlamentares.

Ainda de acordo com a ALMG, o subsídio pode ser ampliado futuramente. O governo do Estado irá definir quais unidades de saúde vão receber os repasses. Porém, a Assembleia Legislativa também solicitou informações sobre as necessidades dos hospitais que atuam no enfrentamento à doença.

Em 23 de fevereiro, a ALMG entregou ao governo do Estado R$ 80 milhões, que foram economizados no ano passado. Este valor equivale a pelo menos 8% do orçamento da Casa.

A ALMG ainda destacou que no ano passado R$ 300 milhões foram destinados para a saúde em Minas Gerais, por meio de remanejamento de emendas orçamentárias.

 

Anexos para downloads: