Grupo é preso por porte ilegal de arma e caça predatória em Gameleiras

Grupo demonstrou nervosismo com a aproximação dos militares

A Polícia Militar (PM) prendeu seis homens por porte ilegal de arma de fogo, de arma branca e caça predatória de animais silvestres, em Gameleiras, no Norte de Minas Gerais, na última terça-feira (7).

De acordo com as informações da corporação, durante operação, três deles, de 26, 39 e 47 anos, foram vistos em uma estrada vicinal e demonstraram nervosismo com a presença dos militares.

Com eles, após buscas, foram encontradas três espingardas polveiras de fabricação artesanal, uma espingarda cartucheira, armas brancas, munições e uma motocicleta sem identificação de motor e de chassi, com placas de outro automóvel.

Já os demais homens, de 19, 60 e 72 anos, foram presos enquanto estavam em uma fazenda alvo de várias denúncias. Segundo a polícia, eles confessaram que praticavam caça predatória de animais silvestres, com armas de fogo.

Os policiais apreenderam com o trio um tatu-bola vivo e uma galinha-d’água e um veado mortos. Além disso, facas, cartuchos vazios e carregados, armas e outros itens utilizados para crime ambiental.

Ainda conforme os militares, serão lavrados autos de infrações, com base no Decreto Estadual 47383/18, que tem normas para licenciamento ambiental, tipifica e classifica infrações às normas de proteção ao meio ambiente e aos recursos hídricos e estabelece procedimentos administrativos de fiscalização e aplicação das penalidades.

Os veículos foram apreendidos e encaminhados para um pátio. Já os envolvidos e todos os materiais encontrados com eles, levados à Polícia Civil, em Janaúba, na mesma região.

Foto: Polícia Militar

Jade Picon

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: