Empresária teve o pulmão perfurado após uma sessão de acupuntura

CMBA faz alerta para necessidade procurar profissionais especializados

Depois do caso da empresária do Mato Grosso que teve o pulmão perfurado em uma sessão de acupuntura repercutir no país, o Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura( CMBA) alerta que é preciso procurar um profissional autorizado a praticar a terapia e uma clínica credenciada. Karine da Silva Ferreira afirma que segue à risca a dica. Adepta ao método há 4 anos, ela diz que procura a terapia para o tratamento de transtornos físicos e emocionais.

A diretora de Atenção ao Paciente do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, Mara Valéria Mendes, lembra que a terapia de origem milenar não é um tratamento alternativo. É uma especialidade médica, e o tratamento é invasivo. Por isso o paciente tem que fazer avaliação, diagnostico antes de iniciar tratamento clínico. Além de outros cuidados como segurança e local adequado.

A empresária de Mato Grosso, Jessika Aldrey Germiniani, teve o pulmão perfurado, depois de uma sessão de acupuntura que fez para aliviar dores no pescoço. Horas depois do procedimento, ela procurou o hospital com dor e falta de ar, e foi submetida a uma cirurgia de emergência. A jovem de 26 anos colocou um dreno no pulmão e segue em observação. Até essa sexta-feira, Jessyca permanecia no hospital sem previsão de alta. Ela diz que não tem intenção de processar ninguém pelo ocorrido.

As informações são da Agência Brasil. 

Foto ilustrativa: Pixabay

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: