Emoções e sentimentos são tema central de Oficina de Constelação

“Os sentimentos podem ajudar a compreender algo ou impedir sua compreensão. Existem aqueles que facilitam a solução e aqueles que a impedem.” Com esse entendimento, o juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da capital, Clayton Rosa de Resende, programou a próxima Oficina de Constelação Sistêmica. O tema é “Emoções e sentimentos na solução de conflitos”. A oficina será realizada virtualmente na próxima sexta-feira (10/9), às 8h30.

O magistrado pretende mostrar como os interesses e vivências dos envolvidos em um processo de divórcio podem levar a caminhos mais ou menos pacíficos durante as tentativas de solução de um conflito. “As constelações sistêmicas fornecem importante percepção de como esses sentimentos podem movimentar ou paralisar a solução”, disse.

O 3º vice-presidente e coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), desembargador Newton Teixeira Carvalho, afirmou que a divergência de opiniões é saudável, no entanto não pode ser usada com o intuito de degradar os relacionamentos, de anular o outro, o que dificulta a construção de uma saída harmoniosa para o casal.

Para acessar o link da oficina no dia 10/9, clique aqui.

As informações são da Ascom TJMG