Emater e Embrapa Cerrados estudam cultivares de mandioca em MG

O plantio está sendo feito por agricultores parceiros nas regiões Noroeste, Central, Norte, Mucuri, Sul e Zona da Mata

Cultivares de mandioca que foram desenvolvidos pela empresa federal de pesquisa agropecuária estão sendo estudados pela Emater-MG e a Empraba Cerrados.

Ao todo, 60 unidades de avaliação foram criadas em vários municípios mineiros, sendo 30 desenvolvidas para análise do comportamento de cultivares para uso industrial e 30 para consumo in natura.

As manivas, mais conhecidas como caules e doadas pela Embrapa, foram plantadas em propriedades de agricultores parceiros ao lado de lavouras tradicionais. O projeto escolheu as regiões Noroeste, Central, Norte, Mucuri, Sul e Zona da Mata para o plantio.

Dentre o que vai ser verificado no estudo estão o desenvolvimento das plantas, resistência a pragas e doenças e produtividade. Referente à mandioca de mesa, as raízes serão avaliadas, assim como o ponto de cozimento, a presença de fibras e outras características.

 

Anexos para downloads: