Em sentença definitiva, Robinho é condenado a 9 anos de prisão por estupro na Itália

A Justiça italiana manteve a condenação de Robinho por estupro. O processo estava em última instância e , desta forma, não cabe mais recurso. Além do jogador, Ricardo Falco, amigo do atleta, também foi condenado por violência sexual de grupo.

O episódio aconteceu em uma boate em Milão, quando Robinho atuava pelo Milan em 2013. Mas, somente em 2020 foram reveladas conversas gravadas do jogador, autorizadas pela Justiça, que o condenaram. Além dos dois condenados, mais quatro participaram do crime contra a mulher albanesa, mas não foram julgados.

Porém, a Constituição Federal proíbe a extradição, ou seja, os dois só seriam presos caso um pedido para cumprimento da pena em uma prisão brasileira fosse feito e aceito pela Justiça.

Essa é a segunda vez que o jogador responde a um crime de estupro, visto que foi julgado quando atuou na Inglaterra em 2009. Na ocasião, ele foi inocentado.

Foto: Reprodução/Alexandre Schneider

Por: Pedro Tanure

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: