Em média, cerca de 112 mil queimadas são registradas por ano no país

Temperatura alta e baixa umidade típicas de agosto e setembro resultam em um aumento nos focos de incêndio no Brasil.

Em média, cerca de 112 mil queimadas são registradas por ano em todo o país, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que realiza esse monitoramento desde 1998. Entre os biomas, o cerrado é o mais atingido, com média de 68 mil focos ativos registrados.

Apesar disso, segundo o Coordenador-Geral de Gerenciamento de Desastres do Ministério do Desenvolvimento Regional, Tiago Molina Schnorr, ainda não houve aumento de incêndios.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros se preparam para o mês de setembro, quando a incidência de queimadas tende a aumentar ainda mais.

O coordenador da Brigada de Voluntários da cidade de Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros em Goiás, Alex Gomes, conta que esses incêndios não são naturais.

Uma das estratégias no combate às queimadas é a operação Guardiões do Bioma. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, no ano passado, a ação combateu mais de 18 mil focos de incêndios em quinze estados.

As informações são da Agência Brasil.

Foto: Pixabay

Pesquisar