Educação divulga 6,5 mil vagas em cursos gratuitos com bolsa-formação; veja edital

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), com foco na formação profissionalizante dos mineiros, vai oferecer 6,5 mil vagas em cursos de Formação Inicial Continuada (FIC).

Os cursos FIC são de curta duração (160 a 240 horas/aula) e representam oportunidade para quem procura inserção no mercado de trabalho ou mesmo uma qualificação profissional. Eles integram o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e, atualmente, estão inseridos no projeto Novos Caminhos, do governo federal.

Ao longo deste segundo semestre de 2021, os cursos serão ministrados em 113 escolas da rede estadual de ensino, distribuídas em 96 municípios. As inscrições deverão ser feitas entre os dias 23 e 31/8, na própria escola que oferece o curso de interesse do candidato.

São dez opções de cursos. Em Belo Horizonte, por exemplo, há escolas que irão abrir vagas para os cursos de Contador de História e de Assistente de Controle de Qualidade. O município de Bom Despacho tem vagas para Promotor de Vendas. Já em São Sebastião do Paraíso será oferecido o curso de Representante Comercial.

Inscrições

Podem se inscrever candidatos com ou sem vínculo à rede estadual de ensino. É importante que o interessado fique atento à escolaridade mínima exigida para cada curso. No edital voltado aos participantes da iniciativa é possível acessar os cursos de cada escola e a escolaridade mínima exigida. Clique aqui para acessar o edital.

No ato da inscrição, o candidato deverá: apresentar RG e CPF; possuir escolaridade e idade dentro dos limites estabelecidos no ato da inscrição; apresentar comprovante de residência, entre outros documentos.

A classificação será divulgada em 1/9/2021, em local informado pela própria escola no ato da inscrição. Já a matrícula dos candidatos selecionados será realizada, em primeira chamada, no período de 8 a 10/9.

Para os selecionados que estiverem frequentes e seguindo todas as determinações do edital, haverá auxílio de bolsa-formação para custear transporte e lanche.

De acordo com o edital do FIC, os cursos oferecidos são de caráter presencial. No entanto, em virtude da pandemia e considerando-se as exigências dos órgãos reguladores, as aulas presenciais poderão ser ministradas no formato remoto, com metodologias híbridas. O retorno às aulas presenciais dependerá de autorização, conforme protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias.