Discussão sobre impeachment do prefeito Alexandre Kalil movimenta Câmara de BH

O encontro dos parlamentares foi marcado após áudios serem divulgados durante a reunião da CPI

A presidente da Câmara  Municipal de Belo Horizonte, Nely Aquino (Podemos), e 20 vereadores da Casa estão reunidos desde o início da tarde desta quinta-feira (21) para verificar uma possível abertura de impeachment contra o atual prefeito da cidade, Alexandre Kalil (PSD).

O motivo da reunião ocorre em meio a suspeita que o ex-presidente da BHTrans, Célio Bouzada, teria sido beneficiado por empresários diante de irregularidades no transporte de Belo Horizonte.

As acusações foram expostas após divulgação de áudio do ex-chefe de gabinete de Kalil, Alberto Lage.

“A Câmara Municipal de Belo Horizonte aguarda a apreciação dos relatórios de ambas as CPIs, as quais sabiamente vêm realizando trabalhos com a devida seriedade e transparência nas apurações dos atos supostamente ilícitos dos quais tiveram conhecimento, mantendo sempre resguardados os direitos ao contraditório e à ampla defesa dos investigados para, a partir daí, tomar as medidas que entender necessárias”, disse a Nely Aquino em nota lida para a imprensa.

Matéria em atualização.

Foto: divulgação/Amira Hissa/PBH

 

%d blogueiros gostam disto: