Charlie Watts, baterista do Rolling Stones, falece aos 80 anos

Membro do Rolling Stones desde 1963, Charlie Watts teve a morte anunciada por seu agente em nota a imprensa nesta terça-feira

Charlie Watts, o baterista da famosa banda de rock Rolling Stones, morreu aos 80 anos nesta terça-feira (24). A informação foi confirmada por Bernard Doherty, agente do músico, em nota para a imprensa britânica, e publicada no Instagram oficial do grupo.

Doherty anunciou que o músico faleceu pacificamente em um hospital de Londres, nesta manhã, na companhia de seus familiares. “Charlie era um marido, pai e avô acarinhado e também, como membro dos Rolling Stones, um dos maiores bateristas da sua geração” relata o agente. Ele pede ainda que a privacidade da família, membros da banda e amigos próximos seja respeitada.

Watts havia passado por uma cirurgia de emergência recentemente, no último dia 5 de agosto, e seu agente declarou que o procedimento foi bem sucedido. Porém, o músico ficaria de fora da turnê da banda, que ocorreria no próximo dia 26 de setembro. O músico chegou a se declarar sobre o quão decepcionante era a notícia, mas que aceitaria as orientações dos especialistas.

“Depois de todo o sofrimento causado pela Covid, eu realmente não quero desapontar os fãs do Stones que já estão com seus ingressos com mais um anúncio de adiamento ou cancelamento. Por isso, pedi para meu grande amigo Steve Jordan para me substituir”, declarou o baterista em anúncio feito em agosto, sobre o seu não comparecimento nos shows.

Em 2004, Watts havia enfrentado um câncer de garganta. Ele se curou após quatro meses lutando contra a doença, incluindo 6 semanas de radioterapia. Na época, quem assumiu a bateria dos Rolling Stones também foi Jordan. O baterista estava com a banda desde 1963. Ao lado do cantor Mick Jagger e do guitarrista Keith Richards, Watts era um dos membros mais antigos dos Stones.

Foto: Reprodução / Instagram.

Charlie Watts

%d blogueiros gostam disto: