CBTU volta a cobrar tarifa de R$ 1,80 após liminar da justiça

Movimentos sociais e de sindicatos trabalhistas protestaram no centro de BH para reivindicar a volta do valor de R$ 1,80

O valor do bilhete do Metrô de Belo Horizonte voltou a custar um real e oitenta centavos. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) foi notificada na manhã desta segunda-feira (14) sobre a decisão judicial que suspendeu o reajuste de 88%.

O juiz Mauro Pena Rocha deferiu o pedido de liminar por meio de ação feita pelo deputado Fábio Ramalho (MDB) contra o aumento da tarifa do metrô.

A CBTU havia decidido na semana passada aumentar o valor do bilhete do metrô para R$ 3,40. A justificativa da companhia era o preço congelado por 12 anos e a falta de verbas destinadas para a empresa custear os servidores e o funcionamento do metrô. Além de Belo Horizonte, as praças atendidas pela CBTU em Recife, Natal, João Pessoa e Maceió sofreram reajuste.

enquete-preco
O perfil @metrodebh criado por usuários no twitter para informar a população sobre funcionamento do metrô, fez uma enquete sobre o reajuste

Na última sexta-feira (11) o novo valor começou a valer em todas as estações da capital. A decisão gerou indignação dos usuários. Movimentos sociais e de sindicatos trabalhistas protestaram no centro de BH para reivindicar a volta do valor de um real e oitenta centavos.

A CBTU informou por meio de nota que a cobrança do valor antigo é imediata para quem compra a passagem na bilheteria. Já os usuários dos cartões BHBus e Ótimo dependem da autorização do sistema junto as operadoras.

A.W

 

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: