Bancos e lotéricas se adaptam à Lei que exige câmeras externas em Divinópolis

A Lei n°7.694/2013 de autoria do vereador, Eduardo Print Júnior, determina que agências bancárias, financeiras, lotéricas e correios instalem câmeras de monitoramento e vigilância nas áreas externas. O objetivo é dar segurança a funcionários e clientes na cidade, inibindo assaltos e facilitando a identificação dos praticantes do crime de roubo, chamado popularmente de “saidinha de banco”.

O texto da lei estabelece que deverão ser instaladas nos locais de passagens e estacionamentos, no mínimo três câmeras por estabelecimento, gravando e monitorando durante todo período de funcionamento das agências. As imagens deverão ser arquivadas no local pelo prazo de seis meses, ficando a disposição das autoridades. Os equipamentos deverão gravar imagens com qualidade e resolução que permita, a perfeita identificação das pessoas.

Em uma volta pelo centro da cidade é possível perceber que vários bancos já se adaptaram a lei. Segundo Print Júnior, a segurança pública é um problema em todo o Brasil, por isso é necessário usar de todos os dispositivos disponíveis para garantir a integridade e defender os cidadãos.

“Essa lei foi proposta em meu primeiro ano de mandato. Sempre enxerguei uma necessidade muito grande de ter as câmeras do lado de fora dos bancos, principalmente para proteger os idosos que são alvo fácil dos bandidos. Em 5 anos de existência essa lei ajudou muito os divinopolitanos, pois a instalação de câmeras intimidou muitos os bandidos e auxiliou a polícia militar e civil nas investigações . Nos tempos de insegurança que vivemos, sinto que foi um passo importante para nos proteger.

O post Bancos e lotéricas se adaptam à Lei que exige câmeras externas em Divinópolis apareceu primeiro em Portal MPA.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: