A partir desta terça-feira (28) a conta de luz fica mais cara em 805 municípios de Minas Gerais

A partir desta terça-feira (28), a conta de luz de 805 municípios atendidos pela Cemig – Companhia Energética de Minas Gerais fica mais cara. O aumento de 6,93% foi aprovado pela Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica no dia 21 de maio.

Segundo as informações da Aneel, o reajuste acontece com o objetivo de compensar os custos da Cemig com a compra de energia. Ainda conforme a agência, a recomposição de todas as empresas distribuidoras do Brasil é realizada anualmente.

Já a Cemig afirmou que teve uma despesa adicional de mais de R$ 1 milhão para comprar energia das termelétricas de junho de 2018 até fevereiro deste ano. A estatal ainda alega que a compra foi necessária devido a escassez de chuvas no período, visando o fornecimento aos clientes.

Vale ressaltar que do valor cobrado na tarifa, 22%, ficam para a Cemig e se destinam a remunerar o investimento, cobrir a depreciação, além de outros gastos da empresa.

Os outros 78% são distribuídos da seguinte forma: 13% para cobrir encargos setoriais, 30% para tributos, 29% para energia comprada e 6% para os encargos de transição.

Além disso, a Aneel aprovou outro reajuste, sendo dessa vez no valor das bandeiras tarifárias amarela e vermelha, nos patamares 1 e 2.

Sendo assim, a bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 para cada 100 quilowatts por hora consumidos. Já a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 e a bandeira vermelha patamar 2 subiu de R$ 5 para R$ 6 por 100 KWh consumidos.

No entanto, a bandeira que vai atuar no próximo mês ainda vai ser definida no dia 31 de maio. Logo, os novos valores vão depender desta definição.

(com supervisão de Victor Veloso)  

Anexos para downloads:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: