31 barragens estão em estado de emergência em Minas Gerais

Situação acende a preocupação com acidentes no estado

Depois de um fim de semana mais seco em relação ao início do ano, o temor de novas chuvas intensas volta a pairar sobre Minas Gerais. O Inmet, Instituto Nacional de Meteorologia, emitiu um alerta para os próximos dias, que inclui risco de alagamentos no estado.

Essa probabilidade reacende a preocupação sobre a situação das barragens espalhadas por Minas, algumas delas em estado crítico com chance de rompimentos e acidentes.

Atualmente, o Brasil possui cerca de 900 barragens mapeadas pela ANM, a Agência Nacional de Mineração. Segundo o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Pedro Paulo Dias, metade delas são pequenas demais para oferecer algum risco de acidente. Das cerca de 450 barragens restantes — que têm um porte mais significativo — o secretário conta que 31 estão em estado de emergência em Minas Gerais, com três já no nível máximo de alerta.

A situação de risco das barragens pode mudar a qualquer momento, principalmente se houver excesso ou diminuição das chuvas. Por isso, a ANM informou que está intensificando as visitas de vistoria e orientação. A agência disse ainda que as pessoas que vivem nas proximidades das barragens em nível 3 de alerta já foram retiradas desses locais.

As barragens em situação crítica são a B3/B4, em Nova Lima; a Forquilha 3, em Ouro Preto; e a Sul Superior, em Barão de Cocais. A Vale, empresa responsável por essas barragens, garantiu que elas não apresentam alterações estruturais e informou que as estruturas de contenção para o caso de acidentes estão em pleno funcionamento.

As informações são da Agência Brasil.

Foto: Observatório da Mineração/Divulgação

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: